VENDAS MUNDIAIS DA VW TÊM QUEDA

As vendas mundiais da Volkswagen somaram de janeiro a abril 1,98 milhão de automóveis, resultando em pequena queda de 2,2% ante o mesmo período do ano passado. Apesar do crescimento na Europa Ocidental, o desempenho ruim na América do Sul, na Rússia e o pequeno recuo na China puxaram os resultados para baixo.

Em todo o continente europeu foram entregues 582 mil carros, 2,5% a mais que nos mesmos meses de 2014. A porção ocidental (exceto Alemanha) adquiriu 318,1 mil automóveis VW, registrando alta de 6,6%. No mercado alemão foram 198,1 mil unidades e acréscimo de 7,6%. Nas regiões central e oriental, os 65,9 mil veículos vendidos resultaram em queda de 22,8%. Olhando a Rússia isoladamente, os 24,3 mil carros entregues levaram a uma queda de 47%.

Na Ásia-Pacífico, os 972 mil Volkswagen vendidos resultaram em queda de 2,2% por cento. O mercado chinês absorveu 899,4 mil automóveis, 2,4% a menos que no primeiro quadrimestre de 2014.

Na América do Norte foram comprados 185,1 mil carros da marca, 0,4% a mais que nos mesmos quatro meses de 2014. Os veículos absorvidos nos Estados Unidos, 109,2 mil, apontaram queda de 7,5%. Na América do Sul, o período até abril teve 167,4 mil VW zero-quilômetro vendidos e 19,4% de declínio. As 126,1 mil unidades distribuídas no Brasil levaram à retração de 23,8%.

REVISTA

Catálogo